10.4.12

Dia de Tosquia

Nessa foto dá para ver que a minha ovelha preta leva a sério a função de dissidente .

Amanhã é dia de tosquia , mais um dia para me lembrar que este rebanho foi provavelmente a decisão mais anti económica que tomei na vida , se exceptuarmos certas decisões tomadas de madrugada quando era mais novo.
Entre os próprios bichos , as cercas , as rações , os comedores , a silagem e as horas e horas de trabalho já vai em milhares de euros de investimento, mas hoje fui buscar um cheque com o primeiro rendimento da exploração : 18€ de um borrego que vendi para o talho da Associação , pelo que estou a pagar o meu investimento mais ou menos ao ritmo que Portugal está a pagar a dívida externa, e com as mesmas hipóteses de equilibrar o orçamento.
Então amanhã vem um especialista tosquiar-me os bichos por 5€ por cabeça , vão ficar muito mais confortáveis e vou ficar com um monte de lã bruta que vai crescendo porque mais pessoas sabem que eu penso que alguma vez vou conseguir dar-lhe uso e vão-me oferecendo a lã que para eles é lixo. Vão ser mais umas horas boas a limpar e separar a lã e depois vai para o isolamento do telhado , que espero pôr em Junho e também espero não ficar com a casa com um certo aroma a ovelha , que não me desagrada mas não é exactamente a fragrância que eu escolhia para a minha casa.
A tosquia é amanhã porque estamos no quarto Crescente , que é quando o Borda D'Agua diz que se tosquiam as ovelhas , e certas coisas não se discutem.
Entretanto há muita urgência em reduzir o efectivo porque como eu temia não tenho maneira de continuar a alimentar 7 ovelhas e um carneiro na minha terra que já tem bocados tão rapados que parecem o Sahel . Esta semana vai ser despachada outra , sem ser via matadouro e talho , é um amigo que a mata e desmancha por metade da carcaça, fico com a outra metade e com o congelador cheio de ovelha . Já procurei na Amazon mas não há livros dedicados a receitas de ovelha para gajos que não sabem cozinhar , pelo que vai ser consumida como todas as outras carnes que passam pela minha cozinha , é de fazer arrepiar os gastrónomos.
Já perdi as esperanças de encontrar uma pastagem decente à venda , vou-me sentar e esperar tranquilamente até 2014 , quando acabam os subsídios agrícolas e quando os efeitos da recessão vão estar mesmo instalados , não vai haver falta de terras à vendas , vou ter escolha e preços baixos e vou poder ter um rebanho em condições. E nessa altura também espero que a lã já não seja vista como lixo.


Sem comentários: