15.4.12

Sata quase em greve

Na semana passada um título de um jornal era “ pilotos da SATA vão fazer greve em Maio” , ia-me dando um ataque porque vou voar para Lisboa em Maio , e tem que ser com a SATA.
Como as ligações para aqui já são os serviços mínimos , as greves (e a falta de vergonha) não as ameaçam , mas há depois as ligações para Lisboa.Se apanhasse a greve voava noutro dia sem pagar mais mas tenho uma ligação 10 horas depois para Manchester e em caso de greve da SATA a British Airways dizia-me “temos pena que tenha perdido o seu voo , pode comprar aqui outro bilhete ” , já para não falar dos compromissos em Inglaterra que iam ficar cancelados com grandes transtornos e prejuízos . A esses e aos de centenas de passageiros , que pagam os ordenados da SATA , os sindicatos encolhem os ombros. É um direito adquirido encravar a vida dos outros para exigir mais dinheiro , desculpem , condições de trabalho dignas , mas só resulta se temos o poder de perturbar alguma coisa parando de trabalhar.
Depois respirei fundo porque as datas que os pilotos explorados que vivem no limiar da miséria previam para parar de trabalhar não eram as dos meus voos . Pouco depois li que a SATA estava “disposta a negociar” , o que se traduz por “disposta a ceder à chantagem” , pelo que todas ligações estão asseguradas.

A SATA é do Estado e rio-me cada vez que ouço dizer que não dá prejuízo.Não dá prejuízo porque todos os anos entra na contabilidade uma injecção de milhões do erário público, assim nenhuma empresa dá prejuízo . É naturalmente preciso assegurar as ligações entre as ilhas , e nenhum privado o ia fazer , pelo menos para aqui , já vim e fui várias vezes em aviões com meia dúzia de passageiros . Se o Estado tem que assegurar estas ligações , com prejuízo se for preciso , já me custa muito mais ver a SATA a anunciar voos do Porto para Copenhaga por 59€ enquanto que daqui para o Porto se pagam mais de 300 . Eu sei que há mais gente a querer ir a Copenhaga do que a querer vir para aqui , mas as ligações entre Portugal e a Dinamarca já estão asseguradas há muito tempo , e a menos que me digam que é uma rota que dá muito dinheiro , acho que a SATA se devia concentrar nas Ilhas , racionalizar o serviço e deixar e Escandinávia em paz.

Ainda me custou mais ouvir ontem o presidente do Governo Regional , Carlos César ,todo contente a afirmar em Porto Alegre , Brasil , que a SATA deve poder voar em breve para lá , ou seja , a oferecer os serviços da SATA em mercados que estão servidos por privados , e custa-me a aceitar a importância para a população dos Açores de poder voar directamente para o Brasil , excepto para os que fazem lá férias , não serão muitos , serão todos os altos funcionários e responsáveis do Governo Regional e das empresas públicas , o que pode ajudar a explicar alguma coisa.
Ouvi na mesma declaração o chefe do governo a enaltecer a vontade e trabalho do Governo Regional a apoiar e apostar no empreendedorismo e inovação , e lembrei-me de que há semanas , vai para meses , que aguardo 3 pareceres e pedidos de informação de departamentos e direcções gerais regionais relativas ao meu projecto. Não são pedidos de apoio , não são pedidos de autorização ( isso vai ser outro castigo , lá mais para a frente) , são pareceres e pedidos de informação dos quais dependem investimentos e obras . Calculo que a Direcção Regional da Economia , a da Cultura e o IRAE estejam tão assoberbados com projectos de investimento e instalação de novas empresas nos Açores que ainda não tiveram tempo de responder , ou de ter aquela cortesia comum , ou que devia ser comum, de acusar a recepção do pedido e dizer que está em apreciação ,mesmo que não esteja . A estes pedidos de pareceres e informação junta-se o processo de actualização de um artigo de um prédio nas finanças e na Câmara , está pendente vai para um mês , e entretanto o Secretário Regional da Economia demitiu-se para começar a fazer campanha eleitoral , é candidato nas eleições daqui a 6 meses. A economia pode esperar mais um bocadinho .
Quando é para fazer o trabalho do Estado ( informar , licenciar , autorizar , fiscalizar , regular) , leva tudo meses . Quando é para brincar aos empresários e fazer propaganda com dinheiro do contribuinte ( promover rotas aéreas , construir restaurantes , criar empresas municipais) , são de uma eficiência incrível .

4 comentários:

António Matos disse...

São de grande eficácia, mas péssima eficiência, porque o que gastam nessas empreitadas publicas davam para os privados fazerem em dobro. Mas claro que muitas delas nunca seriam feitas por privados, pura e simplesmente porque não são assim tão necessárias...é piscinas por todo lado a 50% de utilização, é cineteatros carissimos e luxuosos, é "centros de congressos" que davam para fazer os congressos de toda a UE já aqui...A CM da Nazaré, que deve ser dos casos de maior estatismo português, agora até está a construir um centro de talassoterapia na praia!!!

Jorge Ventura disse...

Oh pá finalmente um centro municipal de talassoterapia na Nazaré! Lembras-te do desígnio central para o desenvolvimento local que era a nova Marina ?Ainda estamos a sofrer por não ter sido feita.
Aqui a Câmara vai construir um bar restaurante no porto para depois o concessionar a um amigo qualquer por tuta e meia , mas eu devia era estar caladinho.

Anónimo disse...

Boa noite,

Quando se diz que a SATA devia deixar a Escandinávia em paz não se estará a ser um pouco radical? As pessoas que trabalham na SATA precisam (tal como o autor desta mensagem) de um salário ao fim do mês e para tal é necessário que a empresa tenha passageiros e faça voos. Pese embora eu reconheça a importância que a SATA tem nas ligações que faz entre o Continente e as Ilhas parece-me claro e lógico que a companhia tenha que apostar em novas rotas. Ou será que a empresa deveria ser uma benemérita e pensar apenas em transportar as pessoas entre o Continente e as Ilhas? Custa a crer que no fim do mês houvesse dinheiro para pagar os (chorudos e ofensivos) salários dos seus trabalhadores!!!

Jorge Ventura disse...

Boa noite , é realmente um pouco radical , mas eu escrevi " a menos que me digam que é uma rota que dá muito dinheiro" . Se calhar a Sata tem lucro na rota de Copenhaga e nas outras ,na net ainda só está disponível o relatório e contas de 2010, mas tenho muitas dúvidas.
Alguns salários podem ser chorudos mas a mim não me ofendem , o que me ofende é a incompetência ( que na Sata e ao meu nível como passageiro é rara) e atitudes como as dos pilotos , que esperam sempre o privilégio de uma tabela salarial internacional.
Quando se fala de procurar novas rotas e mercados , não acredito muito no resultado líquido de algumas decisões que por lá se tomam , mas falar é fácil... Ouvi há dias a candidata do PSD a Presidente afirmar que se ganhar as eleições a primeira coisa que faz é baixar os preços dos voos , a Sata é gerida um bocado assim , por isso é tão difícil de comparar com outras companhias.
De qualquer modo dou-lhe razão , provavelemente deve ser má ideia a Sata fechar-se no serviço inter ilhas e continente.