19.8.12

Ainda o Paladino da Liberdade

Ouvi uma declaração do Assange na rádio , e o caso continua a divertir-me . Calculo que ele e a Wikileaks sejam ultra populares entre os jornalistas e editores , é mesmo assim , no outro dia houve cobertura , talvez até televisiva , a 7 ( ou 11 , já não estou bem certo mas vai dar ao mesmo) pessoas que foram à porta do Primeiro Ministro protestar contra as portagens na Via do Infante. Lembrem-se , juntem meia dúzia de amigos e façam uma manifestação por uma coisa  qualquer , que se for do interesse e predilecção dos jornalistas eles vão lá e fazem disso uma notícia . Se houver a possibilidade , mesmo que remota , de serem expulsos de algum lado pela polícia ou a guarda , então a cobertura e o prime time estão garantidos.
Então em Londres hoje ouviu-se primeiro o juiz Baltazar Garzon  a dizer que o seu cliente está pronto para  lutar.  Não se ouviu nada do caso legal  , os mandatos pendentes , a acusação , o processo , a quebra da fiança , os recursos , os apelos , as decisões de tribunais superiores. Os tribunais superiores são para respeitar se decidem em nosso favor , se decidem contra nós são meros instrumentos dos poderosos e dos opressores.
Depois o Paladino da Liberdade veio  ele próprio  à varanda  falar aos seus apoiantes , a avaliar por fotos de vigílias que vi antes seriam uma multidão de uma boa dúzia. Não fez um apelo , disse aos Estados Unidos e ao Presidente Obama o que tinham que fazer . Devem ter tremido em Washington. É sabido que a maneira mais certa de nos dirigirmos aos outros em caso de desacordo ou conflito, especialmente aos mais poderosos que nós , e  que historicamente tem sempre resultado seja em relações entre os Estados seja entre pessoas , é dizer “façam isto assim assim!” quando eles estão a fazer o contrário. Dizer “parem de me perseguir” , sempre foi a melhor e mais inteligente maneira de parar uma perseguição e aquela  que esclarece mais a eventual injustiça da mesma. 
Mas o que me fez mesmo rir foi a denúncia de que os serviços secretos ingleses tinham tentado entrar na embaixada pelo ar condicionado, mas como estavam lá fora uns activistas de velinha e cartaz na mão, desistiram. Não sou especialista em questões de segurança , mas sou um curioso e sei bem que se o governo inglês desse ordem para irem buscar o Assange ao apartamento do Equador era só o tempo de lá chegar e pegar nele , dependendo do trânsito . A dificuldade está em dar a ordem e arcar com as consequências , porque operacionalmente vão lá quando quiserem . A ideia de que começaram uma infiltração e já iam nos tubos do ar condicionado (ele ouviu lá uns barulhos) quando alguém disse “não não, está muita gente lá fora e podem ouvir” , e desistiram  é simplesmente hilariante. 
Estou convencido de que para os ingleses nesta altura é muito mais conveniente deixar o sr Assange lá a secar no seu asilo político , onde pode continuar a trabalhar no seu “jornalismo de investigação” recebendo denúncias anónimas para o Wikileaks ou com mais programas no canal do Kremlin , porque oportunidades reais de dizer mal da América são às dezenas todos os dias. Também  pode iniciar um painel , via teleconferência , em que o Chavez , o Ahmadinejad e o Putin , com participações esporádicas do Raul Castro e do Rei da Coreia do Norte ,  vão elucidando a Humanidade sobre o conceito de Liberdade de Imprensa ,  Liberdade de Expressão e Liberdades Civis tal como eles nos mostram diariamente nos seus países . Ideal para co- moderador era o Boaventura Sousa Santos .
Não acho que os Estados Unidos sejam uma potência bem intencionada , até estou preparado para acreditar , porque não me parece impossível , que o 11 de Setembro foi organizado por americanos . Sei que os Ingleses continuam a fazer jus , como podem , à designação de “pérfida albion” . Gosto muito de apreciar a “realpolitik” e não tenho muitas ilusões nem predilecções , a não ser pelo sistema no qual vivo e que comparo favoravelmente aos outros em vigor hoje em dia no Mundo , e sei que se chega sempre a uma altura em que há que escolher e tomar partido , ou pelo menos devia chegar.  Criticar o mau e ignorar , ou mesmo justificar o péssimo é abjecto.
Somos decadentes? Está à vista. Somos governados por uma elite muitas vezes insensível , gananciosa e sem princípios ? Verdade. Os Estados mentem aos cidadãos? Desde que há Estados . Tudo isto merece crítica e protesto ? Sim . O que me enerva profundamente são estes Anonymous , Black blocks , Wikileaks e toda a a gama de revoltados , militantes e activistas que decidem lutar contra as injustiças e as patifarias dos políticos mas que só e sempre olham , criticam e atacam o mesmo lado , i.e , o Ocidente , com o patrocínio e a satisfação dos inimigos declarados do Ocidente. Tenho pena , mas sei que há muitos activistas legítimos , que se movem por amor à Justiça , Liberdade e Verdade e não por ódio à America e ao Ocidente , mas esses , sendo mais discretos , humildes e raros , passam despercebidos no seu trabalho de Sísifo.

Sem comentários: